09 fevereiro 2009

Natural da Natureza

Contado por Nana Maia às 08:46
Reações: 
0 Contos
Minha caminhada começa a cada dia. Vejo a natureza, as árvores, a água do rio que incessante nunca pára. Vejo uma perfeição abstrata em tudo isso, que me fascina, que me comove. Há harmonia em cada lufada de vento, no cantar dos pássaros, em cada folha que cai.
Me sinto parte de tudo isso, e isso me faz bem. Me completa.
Dói imaginar que nem todos pensam assim, na natureza como uma parte de si, que se o rio parar de correr, se o vento parar de soprar, as folhas pararem de cair, não será uma coisa da “natureza”. Será a morte lenta do próprio ser.
Tocar a terra com as mãos, sentir seu cheiro quando está molhada, a gota que cai na folha verde e não a penetra, só ilumina, o vento alçando os pássaros ao ar impulsionando-os á vida. Existe melodia em tudo isso, simetria, delicadeza.
Preparar o espírito, conectá-lo e despertá-lo. Em seguida elevá-lo.
Meus pés já descançados novamente se põe a caminhar, para observar em outra perspectiva, sobre outra ótica.

video

05 fevereiro 2009

INTO THE WILD - Alexander SuperTramp

Contado por Nana Maia às 21:04
Reações: 
0 Contos

"Você sabe, falo de livrar-se desta sociedade doente... Sabe o que eu não entendo? Porque as pessoas, todas as pessoas, são sempre tão más umas com as outras. Não faz sentido. Julgamento. Controle. Todas estas coisas...
De que pessoas estamos falando? Você sabe, pais, hipócritas, políticos, canalhas."

E ao final se conclui que apesar dessa sociedade corropida pelo poder. "A felicidade só é real quando partilhada" (ninguém vive só) - Christopher

...despejando na penseira virtual

Contado por Nana Maia às 20:43
Reações: 
0 Contos
“O espírito de Deus presente em nós pode ser descrito como uma tela de cinema.Por ali passam várias situações – pessoas amam, pessoas se separam, tesouros são descobertos, países distantes se revelam.” Diz o mestre.
Uns vivem, outros apenas existem. Eu quero viver, acontecer, crescer, ser alguém.

"Minh'alma é tão profunda como os rios..."
 

Contos de M.Maia Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos