21 fevereiro 2011

Contado por Nana Maia às 16:44
Reações: 


Não quero nada muito impossível, nada muito caro.
Quero te ter ao lado, por perto, de mim.
Acordar e te ver dormindo, o sol banhando seu sono, eu me aninhando em seus braços e num suspiro voltando a dormir.
Quero gritar que te odeio, gritar que te amo, você me cala e fica tudo bem.
Não quero nada muito difícil.
Quero chorar, compartilhar, amar, sorrir,... enfim quero verbos infindáveis, desde que os compartilhe com você.
Não quero nada, quero tudo, quero você.

M.Maia

0 Contos:

Postar um comentário

 

Contos de M.Maia Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos