10 novembro 2010

Contado por Nana Maia às 12:51
Reações: 





Queria eu pensar como os grandes pensadores, analisar a sociedade e seus costumes e disso tirar poemas, frases e textos.
Queria eu me igualar ao talento dos grandes, me igualar não, absorver.
Há quem diga que de nada valem tais palavras, que de cada um convém sua visão sobre o mudo à sua volta.
Mas há quem acredite, como eu, que tais palavras tão bem escritas, faladas, verbalizadas tem um fundamento,
O dia guiar os leigos.

0 Contos:

Postar um comentário

 

Contos de M.Maia Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos