31 janeiro 2011

Minha Eterna inspiração

Contado por Nana Maia às 14:08
Reações: 
Um poeta, um bom poeta, para ter sinceridade em suas palavras, tem apenas dois estados de espírito: amando ou sofrendo.
A emoção verídica da palavra dita ou escrita, está no sentimento que as forma, o amor que as florece, o sofrimento que as inunda.
Prefiro amar a cada exclamação, suspirar a cada vírgula, me entregar e ponto final.
Quero a cada estrofe amar mais intensamente e tê-lo sempre ao lado, minha eterna fonte de inspiração, para que possa sempre contar em um novo poema, sobre as diversas formas de amor.
M.Maia

0 Contos:

Postar um comentário

 

Contos de M.Maia Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos